Cenas de um casamento, Loriot

– Hermann…

– Quê?

– Que é que você está fazendo?

– Nada…

– Nada? Como nada?

– Não estou fazendo nada.

– Nada nada?

– Não…

(Silêncio.)

– Nada nada mesmo?

– Não… Eu só estou aqui sentado…

– Só sentado?

– É.

– Mas alguma coisa você está fazendo…

– Não.

(Silêncio.)

– Em que é que você está pensando?

– Nada de mais.

– Você bem que podia dar um passeio.

– Não, obrigado.

– Vou buscar seu casaco.

– Não, não precisa.

– Mas está muito frio sem casaco.

– Eu não vou sair, não.

– Mas agora mesmo você queria…

– Não, você é quem queria que eu fosse passear.

– Eu? Para mim tanto faz, se você vai ou não.

– Ótimo.

– Eu só acho que você bem que podia dar um passeio.

– É, poder eu podia.

– Que é que você quer, então?

– Eu só quero ficar aqui sentado.

– Desse jeito você me deixa louca!

– Ahã.

– Primeiro você quer sair… Depois, não quer mais… Aí, eu tenho que pegar seu casaco… Depois, não… E agora, o quê?

– Eu só quero ficar aqui sentado.

– E agora do nada você quer ficar sentado…

– Do nada, nada! O tempo todo, eu só quis ficar aqui sentado e relaxar….

– Se você quisesse mesmo relaxar, você não ia ficar o tempo inteiro me enchendo.

– Eu vou ficar quieto.

(Silêncio.)

– Você poderia aproveitar esse tempo para fazer alguma coisa divertida.

– Podia.

– Você está lendo alguma coisa?

– Agora, não.

– Então por que você não lê alguma coisa?

– Depois, talvez.

– Vá pegar a Ilustrada.

– Eu queria ficar mais um tempinho aqui sentado.

– Quer que eu pegue para você?

– Não, obrigado.

– E o que mais o senhor deseja?

– Não quero nada.

– Eu corro o dia inteiro para lá e para cá, você podia pelo menos levantar e ir buscar a Ilustrada.

– Eu não queria ler agora.

– Então não fique aí reclamando.

(Queito.)

– Hermann.

(Quieto.)

– Você está surdo?

– Não…

– Você não faz nada divertido, só fica aí sentado.

– Eu fico aqui sentado porque eu acho divertido.

– Também não precisa ficar nervoso!

– Eu não estou nervoso…

– Por que você está gritando comigo?

(Grita.)

– Eu não estou gritando com você!

 

Tradução coletiva de Felipe Catalani, Laura Rivas Gagliardi, Lia I. Ishida e Pedro Reis Lima Mendes da Silva, sob a orientação de Sarita Brandt, no curso de tradução Übersetzerwerkstatt DE-PT/PT-DE na Freie Universität, em Berlim.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s